Semana ARTPOP: Manicure

admin em 11.11.2015 ás 7:36    

Então, vamos fazer as unhas…

maxresdefault

Chegamos a uma das musicas em que Gaga mais brincou com o jogo de palavras.  Estilizada MANiCURE, a sexta faixa de ARTPOP veio recheada de força e aprendizado. Gaga não esta falando apenas de fazer as unhas, mas sim de como ela pode ficar bonita em salões de beleza e conquistar um amor platônico, pois esta cansada de se apaixonar facilmente e nunca dar certo (“Me cure porque eu estou viciada no amor”). Ela reforça que esta viciada no amor de uma pessoa só e que quer ser tocada pelo amor e que deseja ser curada dessas paixões que não a ajudam a ficar bem! É um contraponto interessante à ideia de Sexxx Dreams, na qual vemos todo o poder da luxúria e uma traição não consumada. Aqui a figura de Eros perde o caráter mais promíscuo, enquanto Gaga procura alcançar a plenitude do sexo ao lado de um único parceiro.

Uma musica que mistura uma pegada POP com pitadas de POP eletrônico perfeitamente balanceados e com uma letra que gruda na cabeça e que te faz cantar junto. Guitarras fortes e a batida nostálgica nos levam de volta para algum período da década de 1980.

lady-gaga-manicure-listen-download

O ensaio que Gaga divulgou na internet antes do iTunes Festival causou bastante nas redes sociais

I’m gon’ be MANiCURED

You wanna be MAN CURED

Ma ma ma MANiCURE

She wanna be MAN CURED (MANiCURE)

 Poderia ser uma canção completamente relacionada ao noivo de Gaga, Taylor Kinney, já que ele seria aquele que a livraria do vício em homens (e, vale ressaltar, ele foi essencial para resgatá-la de outro vício, o da maconha). Mas há algo mais escondido na letra de MANiCURE. Justamente o jogo de palavras “MANiCURE / MAN CURED”. Se PokerFace foi a faixa na qual Gaga inseriu de maneira subliminar a sua bissexualidade na era de The Fame, MANiCURE faz o mesmo em ARTPOP. A pessoa para a qual Gaga quer conquistar não é nenhum homem, mas sim uma mulher. Assim, ela seria “curada dos homens” (afinal, Gaga tem um histórico de figuras masculinas que a colocaram em maus bocados durante sua vida).

Enfim, temos uma terceira interpretação. A canção passei da primeira pessoa (“Toque-me no escuro, coloque suas mãos por todo o meu corpo”) para a terceira (Salão é o suficiente para ela / Ela quer ser ‘manicurada’). Essa troca pode ser proposital não para destacar um interlocutor externo, como em Sexxx Dreams, na qual a cantora alterna o ritmo dos versos para destacar dois personagens diferentes aos quais se dirige separadamente. Agora, Gaga quer destacar um diálogo interno. Ela não precisa se arrumar toda para outra pessoa. Ela não precisa da aprovação de terceiros. Ela vai passar o melhor batom, escolher o melhor par de saltos Alexander McQueen e, enfim, conquistará aquela pessoa que é verdadeiramente importante: ela mesma. Temos aqui uma canção sobre autoestima, aceitação e libertação do julgamento alheio. Um diálogo maravilhoso com o lema “Lookin’ good and feelin’ fine”, de Fashion! , uma das últimas canções do álbum. Gaga destaca o poder dos adereços e da vestimenta para nos reinventarmos, nos afirmarmos perante o mundo, como ela mesma faz a cada dia, sempre investindo em looks cada vez mais fascinantes.

maxresdefault2

Claro que outros sentidos podem ser apreendidos dessa faixa. Afinal, ARTPOP pode significar qualquer coisa.Uma musica que bem trabalhada seria capaz de atingir ótimos resultados, acabou sofrendo com todos os contratempos da era uma era conturbada, e ficou longe dos holofotes. MANiCURE fala sobre como podemos nos aceitar e receber o amor que merecemos e que podemos contar com a ajuda de salões de beleza para ganhar um brilho extra.

 

Comentários